Notícias

Câncer de intestino pode ser evitável e curável, ao ser detectado


Dr. Edvaldo Silva Lima (CRMDF 9009)*

“O câncer colorretal ou de intestino é o único tumor possível de se prevenir, pois surge a partir de um pólipo benigno no intestino”.

De acordo com INCA (Instituto Nacional do Câncer), através de sua publicação, a estimativa para 2014/2015 é de aproximadamente 576 mil de novos casos de câncer no Brasil e cerca de 33 mil pessoas terão cânceres de intestino. É o segundo tipo que mais acomete as mulheres, perdendo apenas para o câncer de mama, e o terceiro mais incidente entre os homens, depois de próstata e de pulmão.

O câncer do intestino grosso é uma doença que pode ser evitada. Quando descoberto tardiamente pode ser fatal. Quase metade dos pacientes com este câncer morre em cinco anos após tratamento. A sua detecção precoce é importante, aumentando a possibilidade de cura. Quando a doença é diagnosticada em estágio inicial a sobrevida para este tipo de tumor maligno é considerada boa e ultrapassa 70%.

O câncer no intestino grosso na sua grande maioria começa sempre como uma lesão benigna, o pólipo, que vai evoluindo lentamente até se transformar num tumor maligno.

A colonoscopia é sem dúvida o melhor exame para o diagnóstico da doença, através dele é detectado e extirpado precocemente as lesões que podem se transformar em câncer, o pólipo.

Sintomas do câncer de intestino

Sangramento ao defecar ou sangue nas fezes, mudanças no ritmo de funcionamento intestinal (diarreia e constipação alternados), vontade frequente de ir ao banheiro, sensação de gases ou distensão. Dor ou desconforto abdominal ou anal, fraqueza, anemia e perda de peso sem causa aparente.

A colonoscopia é indicada para:

  • Rastreamento em todos os indivíduos a partir dos 50 anos.

  • Indivíduos com histórico familiar de câncer de intestino, ovário, endométrio, mama e tireoide podem iniciar o rastreamento aos 40 anos (ou 10 anos antes do familiar com doença mais precoce).

  • Ao completar 7-10 anos de tratamento da doença inflamatória intestinal (retocolite ou doença de Crohn).

  • De imediato pessoas com sintomas intestinais.

(SBCP)

Lembrete:

Nem todo sangramento pelo ânus provém de hemorroidas, assim como hemorroidas não causam câncer. Mas o sangramento proveniente de hemorroidas pode atrapalhar ou confundir o diagnóstico de câncer.

*Dr. Edvaldo Silva Lima (CRMDF 9009) é coloproctologista na clínica Proctomed, no Hospital São Francisco.

Em destaque
Últimas notícias
Arquivo
Busca por assunto

HOSPITAL SÃO FRANCISCO  

 

+55 61 3378 9000

 

QNN 28 Módulo C Área Especial Ceilândia 

 

Brasília - DF  CEP: 72220-280

 

 

 

  • Facebook

Atendimento emergencial 24h

© 2017 por Hospital São Francisco. Todos os diretos reservados.